quarta-feira, 7 de outubro de 2009

As regras

Infrinja as regras, um pouco a cada dia; em breve as exceções se tornam regras: é assim que a humanidade evolui...

(Inspirado após ouvir canções como "Breaking The Law", do Judas Priest e "Against The Law", do Stryper...)

2 comentários:

Jones Alves (Bmx) disse...

Filosófico, mas isso é meio relativo, nem tudo que é infringido passa a ser regra. Ex.: Estupro, assassinato, não são regras, talves sejam para quem as pretica, mas para nós sempre são contrários.

Amauri disse...

Você se pega muito aos detalhes, Jones, rsrsrs... Palavras tem diversos significados. Você me conhece, sabe como eu penso, e sabe que não estou falando de infringir leis ao ponto de maltratar as pessoas, como estupro ou assassinato. Embora até esses mesmo já foram regras. Lembre-se que o homem tinha direito sobre as mulheres, logo estuprar devia ser algo comum na Idade Média e em outras épocas. Assim como o assassinato, que até hoje é "normal", desde que seja em uma guerra. Hoje essas práticas não fazem mais parte da regra. Viu como evoluímos???

Postar um comentário